O escritor italiano Primo Levi, químico e ex-prisioneiro de Auschwitz-Birkenau, em sua obra literária, documentou as barbaridades perpetradas pelos dirigentes e soldados da SS Nazista.

Em um dos episódios vivenciados pelo escritor trata da chegada de um trem, em Birkenau, em que o soldado nazista bate com o cabo do fuzil no rosto de um judeu que, após escorregar e tentar se levantar do chão, foi agredido covardemente.

Conta Primo Levi que o o judeu machucado, após sofrer a agressão, olha para o soldado alemão e pergunta; “Por que ???” (isto é: por que você me bateu ??? Não fiz nada !!!) E o nazista respondeu friamente; ” Aqui não tem porque“.

A lição fica para se rever níveis de intolerância sofridos e praticados.

Cabe uma reflexão sobre a quantidade de perguntas que formulamos e ficamos sem respostas, por que em várias situações NÃO TEM PORQUE.

Pense, analise e reflita.

INTOLERÂNCIA – Auschwitz/Birkenau – “AQUI NÃO TEM PORQUE
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial